Publicado por: Bruno | 30 / 06 / 2008

Eurocopa e as lições para os brasileiros

A Espanha não “morreu na praia” e conquistou o título da Eurocopa pela segunda vez, neste domingo, ao vencer a Alemanha por 1 a 0, no estádio Ernst Happel, em Viena, na Áustria, na final da competição. O gol do título foi marcado por Fernando Torres, ainda no primeiro tempo.

Um brasileiro também pôde comemorar o título. O volante Marcos Senna, naturalizado espanhol, foi titular durante a campanha espanhola e vai concorrer inclusive ao prêmio de melhor atleta da competição, ao lado de outros nove atletas. A decisão da Uefa sairá nesta segunda-feira.

Invicta há 21 jogos, a Espanha tentava acabar com a fama de montar boas seleções, mas não conseguir títulos importantes. A única conquista européia havia sido em 1964, quando foi sede da competição.

Já a Alemanha tinha a tradição ao seu lado. Afinal, esta era a sexta final da Eurocopa que disputava. A tricampeã mundial também já havia sido três vezes a melhor da Europa, com os títulos de 1972, 1980 e 1996.

Um grande jogo, digno de uma final. Isso foi o que todos os que assistiram a final da Eurocopa ontem (domingo) viram.

As duas seleções jogando com VONTADE, com RAÇA, com DETERMINAÇÃO. Jogo aberto, bonito de se ver, a Espanha provando que é possível jogar bonito e ser objetivo, tanto que saiu com o título.

E dessa Eurocopa tiramos algumas lições para nossa Seleção, para nossos organizadores e para nossos torcedores.

A primeira e mais visível de todas é a vontade das seleções. Todos os jogadores fizeram o máximo para sair com o título. Ninguém fez corpo mole, ninguém ficou com sorrisinho e fazendo graça. Objetividade, companheirismo e amor a camisa. O que nossa seleção não tem tido ultimamente.

Se preciso até sangrar

Ballack: literalmente dando o sangue pela seleção alemã

Outro ponto que temos que citar aqui é a organização. Estádios excelentes, respeito com os torcedores, policiamento eficiente, pontualidade. Tudo coisas que infelizmente não vemos por aqui. Enquanto aqui é “normal” faltar ingresso, policial bater em torcedor, estádios desconfortáveis e com falhas de segurança, brigas entre torcidas, lá não.

Igualzinho aqui né?

E não podemos de esquecer de falar dos torcedores. Quanta diferença!

Torcedores “rivais” juntos, assistindo a partida lado a lado. Nada de alambrados, fossos e outras coisas pra evitar invasões no gramado. Nada de torcida atirando pedras, garrafas e afins nos jogadores.

Respeito com quem faz o espetáculo é o mínimo que deveríamos ter, mas parece que nossos torcedores esqueceram que educação não faz mal pra ninguém.

Respeito uns para com os outros

Quem sabe um dia nosso povo, nossos organizadores, nossa seleção, nossos políticos, nosso BRASIL mude de atitude. É um sonho, mas quem sabe um dia…

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: