Publicado por: Bruno | 6 / 11 / 2008

Brasil e sua corrida armamentista

O Comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, garantiu nesta quinta-feira que o processo de compra dos 36 caças pela Força Aérea Brasileira, no Projeto F-X2, está amparado em exigências técnicas e mandou um recado às três empresas – Boeing, Dassault e Saab – finalistas que disputam a preferência do governo brasileiro.(Terra)

De uns tempos pra cá o Brasil vem investindo em armamentos, assim, do nada…

Tirando o porta-aviões usado que comprou da França a algum tempo, agora o Brasil está negociando nada menos que 36 caças, 2 submarinos convencionais e 1 submarino NUCLEAR (que para quem não sabe pode passar até 3 anos submerso! Impressionante!). Além disso comprou recentemente 1 ou 2 encouraçados (navios de combate) e tem aumentado o efetivo militar e os armamentos.

Agora perguntamos: porquê?

Todos sabem que os países do resto do mundo se interessam pela nossa Amazônia. Então temos que proteger.

Todos sabem que o Brasil achou MUITO petróleo recentemente. Melhor previnir, ou seremos o próximo Iraque.

E no futuro todos sabem que o bem mais escasso será a água. E aqui tem bastante.

Claro, não há motivos para se alarmar. Ainda. Mas nosso governo está fazendo o certo, se preparando para termos uma soberania militar e proteger o que é nosso. Nunca se sabe o que pode acontecer no futuro, o Brasil sempre foi um país pacífico, mas alguém pode nos atacar.

E antes que me esqueça: parabéns a todos os militares sérios desse país. Viver o treinamento que esses caras vivem não é pra qualquer um!

Anúncios

Responses

  1. Não sabia dessas informações não.

    Mas será meu caro que Amazônia, petróleo e água são os grandes motivos para essa preocupação armamentista. Não atribuo somente a esses fatores, pois levo em consideração, também, a uma maior capacidade de financiamento do nosso país até mesmo pela conjuntura econômica atual do nosso país. Mas, sei lá, a gente sabe que os EUA colocaram bases militares no entorno da Amazônia, mas não acredito que esses três fatores foram primordiais para o fortalecimento da corrida armamentista não. Entretanto, sem dúvida que contribuem.

  2. Caro Santaum, realmente temos que cogitar também o fator “ser mais respeitado”. Afinal, quem é fraco militarmente, por mais forte economicamente que seja, perde terreno.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: